Lu Conviteria - Convites de Casamento
   
   
  Última atualização   20 de setembro de 2019 | 13:22:33
Contato

Copa do Mundo estará presente em várias cidades do interior do Estado


Incluída em: 26/12/2011 | 14:15


Atrair delegações internacionais de futebol não só para a cidade-sede, mas para cidades polo no interior do Estado durante a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 são objetivos do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa (Secopa). E o trabalho vem rendendo frutos: somente em 2011, quatro federações estrangeiras visitaram o interior do Estado para optar onde ficar durante o Mundial.


“Belo Horizonte é a cidade-sede, mas a Secopa vai trabalhar para que todo o Estado seja beneficiado pelo evento. Para o Governo, a Copa é uma oportunidade de negócios, de mais emprego, de mais turismo e, sobretudo, é uma grande chance de dar mais qualidade de vida aos mineiros”, afirma o secretário Sergio Barroso.


Ao todo, 19 cidades mineiras são candidatas a Centro de Treinamento de Seleção (CTS): Araxá, Caeté, Caxambu, Divinópolis, Extrema, Formiga, Governador Valadares, Ipatinga, Juiz de Fora, Matias Barbosa, Lagoa Santa, Montes Claros, Patos de Minas, Poços de Caldas, Sacramento, Sete Lagoas, Uberaba, Uberlândia e Varginha.


O CTS, ou base camp, é o local escolhido por uma seleção para treinamento 20 dias, em média, antes do início da Copa. Para ser candidata, a cidade deve atender vários pré-requisitos da Fifa. Cumpridas essas exigências, as cidades escolhidas farão parte de um Catálogo Oficial de Centros de Treinamento de Seleções da Fifa para que as equipes façam suas opções.A escolha de um CTS está baseada em critérios rigorosos de avaliação de hotéis, aeroportos e campos de treinamento. No primeiro semestre de 2013, a Fifa pretende lançar um catálogo com, no mínimo, 64 opções para as seleções, podendo chegar a 90. Porém, a definição dos locais de treinamento das 32 equipes será de responsabilidade exclusiva das seleções participantes.


Com o papel de ser ponte entre a FIFA e as cidades pré-candidatas a CTS, a Secopa acompanha todas as visitas para vistorias realizadas pelo Comitê Organizador Local (COL). Em 2011, Varginha, Araxá, Uberlândia, Ipatinga, Montes Claros, Divinópolis, Juiz de Fora e Extrema receberam as visitas. "Temos a missão de ser indutores do desenvolvimento das cidades para que os requisitos da FIFA sejam atingidos. Sabemos que Minas Gerais é um estado hospitaleiro, que possui vários atrativos turísticos, sejam naturais, culinários e culturais. Portanto, acreditamos que receberemos muito bem as seleções que por aqui optarem se hospedar", comenta, assessora de Relações Institucionais da Secopa,  Mariana Bahia.


Em dezembro, a Secopa recebeu uma delegação formada por ministros e representantes do governo da província sul-africana de Gauteng, onde fica Joanesburgo, maior cidade do país. Durante a Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010, Gauteng recebeu 19 seleções. “Um dos trabalhos da interiorização do Mundial em Minas Gerais passa pela troca de experiências de sucesso. A delegação sul-africana veio para nos contar como foi receber tantas delegações de futebol. Esse intercâmbio é fundamental para o nosso êxito”, informa Mariana Bahia.


Seminários
Somente no segundo semestre deste ano, a Secopa realizou dois seminários de Centros de Treinamento de Seleção. Em agosto, o Grande Hotel Tauá de Araxá recebeu as cidades pré-canditadas a CTS. Os convidados especiais Carlos Alberto Parreira, técnico da Seleção Brasileira de Futebol durante duas Copas do Mundo e técnico da Seleção Sul-Africana na Copa de 2010, e Francisco Maturana, ex-treinador da Seleção Colombiana, apresentaram experiências sobre as características e requisitos que um município deve ter para acolher uma seleção durante a Copa.


Segundo Parreira, as seleções não estão atrás de luxo, e sim de uma “hospitalidade eficiente”. “As seleções precisam de um hotel que ofereça segurança, privacidade e conforto. De um campo de treinamento com condições perfeitas, que possua vestiários para mais de 40 pessoas, arquibancada para 500 pessoas, no mínimo, e um espaço reservado para a imprensa. E também de um aeroporto próximo, que tenha condições para a mobilidade dos atletas e da comissão. Quem escolhe o centro de treinamento é a comissão técnica da seleção de futebol”, explicou Parreira.


Em outubro foi a vez de Juiz de Fora sediar o II Seminário de CTS. Além do ex-jogador da Seleção Brasileira de Futebol, campeão do Mundo em 1994, Ricardo Rocha, os convidados participaram da palestra da Match Connections, empresa contratada pela FIFA para gerenciar a logística e a hotelaria durante o Mundial de 2014.


“Para os atletas, o mais importante é a qualidade do campo de treinamento. É o primeiro critério a ser avaliado. E não adianta ter um bom hotel, luxuoso, se não tiver nele uma boa sala de musculação e de fisioterapia, além de piscina aquecida e internet banda larga”, disse o ex-jogador, que elogiou o posicionamento geográfico de Minas Gerais. "Vocês estão perto de tudo. Isso já aumenta as chances", completa.


Para o secretário Sergio Barroso, o Governo tem o papel fundamental na interiorização da Copa. “É importante sabermos que o empenho da cidade em ser CTS já deixa um legado para a população, por meio de desenvolvimento e capacitação. Belo Horizonte é um cartão-postal de Minas para o mundo, pois é a cidade-sede que integra vários fatores positivos, como os projetos de mobilidade, rede hoteleira, aeroporto com capacidades reais de expansão, além de dois estádios com tecnologia de ponta e que respondem a todos os requisitos da FIFA para Mundial", conclui.

 

Fonte: Agência Minas
 

Pocos-Net 2017 2 Pocos-Net 2017 3 Pocos-Net 2017 5



ENQUETE

Sites Poços - Net | Anuncie | Central de Denúncias | Trabalhe na Rede Sulmineira de Provedores Ltda. | Política de Privacidade
© Copyright 1996-2013, Grupo Poços-Net - Todos os direitos reservados