Icasa
   
   
  Última atualização   21 de agosto de 2018 | 20:40:44
Contato

Poços deve vacinar pelo menos 43 mil pessoas contra a gripe este ano


Incluída em: 16/04/2018 | 00:00


Tem início na segunda quinzena deste mês, a campanha nacional de vacinação contra a gripe. A dose disponibilizada pelo Ministério da Saúde protege contra os três subtipos do vírus da gripe, conforme determinação da OMS - Organização Mundial da Saúde: A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B. A meta é vacinar 90% dos grupos prioritários, que são: trabalhadores da saúde nos diferentes níveis de complexidade, trabalhadores da educação, crianças menores de cinco anos de idade, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mães que tiveram bebê nos últimos 45 dias, além da população privada de liberdade e de trabalhadores do sistema prisional. Em Poços, a população considerada público-alvo está estimada em 43 mil pessoas. Pacientes com doenças crônicas e que recebem a vacina mediante prescrição médica, não entram neste número por se tratar de uma situação que sofre alteração a cada ano. Também são incluídos no grupo prioritário, indígenas, sem população em Poços.

A campanha está prevista para ser realizada do dia 23 de abril ao dia 1 de junho. E o Dia D imunização nacional será 12 de maio. “As doses ainda não chegaram porque essa vacina é produzida anualmente. A informação que nós temos é a de que elas sejam distribuídas de Belo Horizonte para as regionais de saúde no dia 19 de abril e das regionais, venham para os municípios. Estamos na expectativa para que este prazo seja cumprido e a gente também possa iniciar a vacinação contra a gripe, no dia 23”, comentou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Juliana Loro Ferreira.

A vacina é considerada uma das medidas mais eficazes na prevenção da doença. O organismo leva em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que fazem a proteção contra a gripe, por isso o ideal é que as pessoas se vacinem neste período que antecede a chegada do inverno. A contra indicação é para pessoas com histórico de alergia ao ovo.

A síndrome gripal, que se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, dor de cabeça, dores musculares, tosse, dor de garganta e fadiga, é a manifestação mais comum. Nos casos mais graves, pode haver dificuldade respiratória e a necessidade de hospitalização, quando é denominada a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), desde 2017 sem registros em Poços. No ano passado a meta de vacinação em Poços foi atingida somente com os idosos. “É uma mobilização que precisa da adesão da população para dar certo e para atingirmos a meta, mantendo assim, a cidade livre de casos da gripe”, afirmou o secretário de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva.

ACS/Prefeitura de Poços de Caldas

 

Pocos-Net 2017 5 1 - Icasa - ISO9000 2 - Anuncie Aqui



ENQUETE

Sites Poços - Net | Anuncie | Central de Denúncias | Trabalhe na Rede Sulmineira de Provedores Ltda. | Política de Privacidade
© Copyright 1996-2013, Grupo Poços-Net - Todos os direitos reservados